VARANDA/JARDIM

Sala no Jardim ou Jardim na Sala? | INSPIRAÇÃO

2

Tão populares no século 19, as casas/conservatórios são típicas estufas principalmente formadas por vidro ou qualquer outro material translucido. Antigamente as pessoas cultivavam plantinhas em seus próprios lares independente do clima frio ou quente, com fins medicinais ou somente para reunir plantas exóticas de viagens. Ótima forma de lembrar de momentos especiais, né?

Sierra Exif JPEG

Assim que vi essas imagens comecei a me imaginar relaxando numa poltroninha e rapidinho mudei de ideia e pensei numa rede, 1huuuum… Realmente seria incrível ter um ambiente desse na minha casa (quem sabe isso não me inspire a aflorar minha futura varanda, tanananãn). A questão é que não é tão simples e barato construir uma belezura dessa, ainda mais nos apertamentos que vivemos hoje. Samantha Schoech, blogueira e ex editora de uma revista de viagens e design, explicou que quando se tem luz natural, plantas tropicais e móveis de vime o clima se torna tão intimista quanto. Incrível como uma plantinha, mesmo que pequena, faz uma diferença tão grande num ambiente, não é?

Fique feliz, querido, porque temos muitas formas de fazer um ambiente saudável e aconchegante naquele cantinho esquecido: plantas em vasos, jardim vertical… Se inspire e dê um novo ar a sua casa!

10

15

14

12Gostou? Depois me manda fotos se você já tem um cantinho assim…

Beijos,

Helô Barbosa

As delicadas Cerejeiras | INSPIRAÇÃO

Essa belezura vinda do Japão veio aflorar a nossa cidade de São Paulo em 1976. Todo mês de agosto ocorre uma celebração no Parque do Carmo, Itaquera. Pena que eu perdi, porque aconteceu no dia 4 e 5, mas ano que vem estou lá! hihi. MAS até o fim de agosto essa exposição de beldades delicadas estará lá em tons rosa-claro, rosa-escuro e vermelho, depois elas caem nascendo folhas e despencam para vir os brotos da próxima florada.

Bosque de cerejeiras – Parque do Carmo

No Japão elas são sinônimo de felicidade, chegada da primavera e fim do inverno rigoroso. Imagine como deve ser gostoso estar lá quando as flores estão caindo? Os japoneses tem o costume de fazer piquenique sob as “sakuras” pra sentir suas flores. Diferente, né?

E assim.. ela tem sua estação (julho ou agosto no Brasil) como a maioria das flores, porém pode ser encontrada o ano inteiro. Quer comprar? Vende na Ceagesp (11-3643-3700), Ibirapuera Garden (11-5051-7465), Uemura (11-3641-7940) e Vivendo Flor de Cerejeira (11-8809-5894) segundo pesquisa da Casa Cláudia.

Que elas são lindas a gente já sabe, mas nem sempre dá pra ter uma árvore em casa, né? haha. Eu separei algumas imagens de como utiliza-las na decoração e tem diversas formas, desde o uso da planta em si até como estampa.

  • Papel de parede/pintura:

Espaço Kenzo – Arquiteta Joia Bergamo (Casa Cor 2012)

  • Adesivo:

Adesivos iguais, ambientes diferentes

  • Objetos decorativos, estampas em móveis e tecido:

  • Arranjos e pé:

Helô, não dá mesmo pra eu aderir, e agora? Invista na sua roupa ou use a sua criatividade como o autor dessa obra abaixo que, particularmente, eu achei uma gracinha! E depois seguem algumas fotos com o yukata que eu ganhei de presente do Daniel quando ele voltou do Japão. Agora dá pra entender o meu gosto por esse lugar tão distante, né? hihi. Espero que tenham gostado desse post :)

Beijos,

Heloíza Barbosa